GBEM-FMB-UFBA

Ética e ensino médico

In Discussão / Sugestão de leitura on 05/08/2014 at 10:36 PM

TURMA DE ÉTICA

Acadêmicos de Medicina – UFBA

A carreira médica, ao longo da história, despertou admiração e desfrutou de muito prestígio perante a sociedade e os seus conceitos primordiais referentes ao cuidado com o próximo sempre estiveram presentes no imaginário de todos e se revelaram de forma singela já nas brincadeiras da infância em que tratávamos de bonecos com toda a dedicação do mundo.

Evidentemente, isso vai gerando expectativas positivas e de forma inevitável não conseguimos dissociar o trabalho médico da atenção respeitosa e digna aos pacientes.

No entanto, a educação acadêmica, repleta de conceitos científicos e pesadamente instrumentalizada, vai pouco a pouco criando um abismo entre a idealização de uma Medicina pautada em bases humanísticas e a prática prioritariamente embasada na abordagem tecnicista.

Ó liberdade!

In Discussão / Sugestão de leitura on 19/11/2013 at 12:27 PM

Há uma discussão histórica quanto ao conceito de liberdade. Madame Roland chegou a dizer “Ó liberdade, quantos crimes cometem-se em teu nome!”. Pode até ser audácia minha mas numa tentativa de conceituá-la, costumo dizer que todos somos livres para fazer tudo, desde que não interfiramos no igual direito de outra pessoa fazer tudo também.

Reconheço as enormes e inúmeras falhas de minha singela definição. Mas quando o estado, utilizando-se de meios arbitrários, decide legislar acerca do que ele pensa ser capaz de decidir o que é melhor para o indivíduo, coisas como “Pare de fumar!”; “Seja vegetariano!”, “Faça exercícios!”; ou simplesmente “Viva!”; tudo isso fere a propriedade mais importante que o ser humano pode ter: a propriedade de si mesmo!

Construção de identidades na Faculdade de Medicina: é possível?

In Discussão / Sugestão de leitura on 11/09/2013 at 7:52 AM

Fonte: porto.ilga-portugal.pt

Além de seu valor natural, atribuído principalmente à construção de conhecimento de um ponto de vista técnico, o espaço universitário é também espaço de estabelecimento de relações sociais e culturais. Nesse espaço legitimado pelo fomento do desenvolvimento de habilidades em diversos campos dos saberes, dois conceitos que transitam de forma particular são, penso, o de autonomia e o de cidadania. Numa maneira muito particular, o primeiro, se analisado em campo isolado, pode nos direcionar a uma interpretação acerca de um indivíduo no que se refere ao seu entendimento sobre si mesmo; o outro, por sua vez, parece fazer sentido tão somente quando se atribui também um sentido de coletividade e interação com esse coletivo.

%d blogueiros gostam disto: